fbpx
Filtros genéricos
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Pensando em adquirir um carro 100% elétrico? Veja aqui o Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico sem dor de cabeça e surpresas!
Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Sumário

Os carros elétricos não são uma invenção recente; na verdade, sua história remonta ao século XIX. O primeiro veículo elétrico foi desenvolvido por Robert Anderson, um inventor escocês, na década de 1830. 

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

No entanto, foi apenas no final do século XIX e início do século XX que os carros elétricos ganharam popularidade. Por volta de 1900, veículos elétricos representavam aproximadamente um terço de todos os veículos nas estradas dos EUA.

A popularidade dos carros elétricos começou a declinar com a introdução do motor de combustão interna, que oferecia maior autonomia e menores custos de operação. A descoberta de grandes reservas de petróleo e a infraestrutura emergente de estradas pavimentadas também contribuíram para o domínio dos veículos a combustão.

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Nas décadas seguintes, o interesse por carros elétricos foi esporádico e muitas vezes impulsionado por crises de petróleo ou preocupações ambientais. Foi apenas no final dos anos 2000 e início dos anos 2010 que vimos um ressurgimento significativo, liderado por empresas como a Tesla Motors. 

Este renascimento foi impulsionado por avanços em tecnologias de baterias, aumento da conscientização ambiental e políticas governamentais favoráveis.

Elétricos ou combustão: vantagens e desvantagens

Vantagens:

  • Sustentabilidade ambiental: Carros elétricos não emitem gases poluentes durante a operação, contribuindo para a redução da poluição do ar e mitigação das mudanças climáticas.
  • Economia de combustível: A eletricidade é geralmente mais barata que a gasolina ou diesel, resultando em custos operacionais mais baixos para os proprietários de veículos elétricos.
  • Menor manutenção: Veículos elétricos têm menos peças móveis do que os veículos a combustão, resultando em menos necessidade de manutenção e reparos. Componentes como óleo de motor, filtros de ar, velas de ignição e correias não são necessários.
  • Desempenho: Carros elétricos oferecem torque instantâneo, proporcionando uma aceleração rápida e suave. Além disso, eles tendem a ser mais silenciosos e têm uma condução mais suave.
  • Incentivos governamentais: Muitos países oferecem incentivos financeiros para a compra de carros elétricos, incluindo subsídios, créditos fiscais e isenções de impostos.

Desvantagens:

  • Autonomia: Embora esteja melhorando, a autonomia dos carros elétricos ainda é menor comparada aos veículos a combustão, o que pode ser um inconveniente para viagens longas.
  • Infraestrutura de carregamento: A infraestrutura de carregamento, embora em expansão, ainda não é tão onipresente quanto os postos de gasolina, especialmente em áreas rurais.
  • Tempo de carregamento: Recarregar um carro elétrico leva mais tempo do que encher um tanque de gasolina. Mesmo com carregadores rápidos, pode levar de 30 minutos a várias horas para carregar completamente uma bateria.
  • Custo inicial: O custo de aquisição de um carro elétrico pode ser mais alto do que um carro a combustão equivalente, embora os custos operacionais mais baixos e incentivos possam compensar essa diferença a longo prazo.
  • Impacto ambiental das baterias: A produção e descarte de baterias de íons de lítio têm impactos ambientais, embora a reciclagem e melhorias na produção estejam ajudando a mitigar esses efeitos.

Com avanços contínuos e apoio governamental, os veículos elétricos estão cada vez mais se tornando uma escolha viável e atraente para consumidores ao redor do mundo.

Tipos de carros elétricos

Carros 100% elétricos

Carros 100% elétricos, também conhecidos como veículos elétricos a bateria (BEVs), são movidos exclusivamente por eletricidade armazenada em baterias recarregáveis. Eles não possuem motor a combustão interna.

Funcionamento: BEVs utilizam um ou mais motores elétricos para impulsionar o veículo. A energia é fornecida por um conjunto de baterias de íons de lítio, que são carregadas por meio de estações de carregamento elétrico. A regeneração de energia durante a frenagem (frenagem regenerativa) também ajuda a recarregar a bateria.

Exemplos: BYD Dolphin, Renault Kwid E-Tech, Nissan Leaf e Chevrolet Bolt.

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Carros híbridos plug-in

Carros híbridos plug-in (PHEVs) combinam um motor a combustão interna com um motor elétrico e uma bateria que pode ser recarregada externamente. Eles podem operar tanto em modo elétrico quanto em modo a gasolina/diesel.

Funcionamento: PHEVs possuem baterias maiores que os híbridos convencionais, permitindo que eles percorram distâncias maiores apenas com eletricidade. Após a exaustão da carga elétrica, o motor a combustão entra em ação para fornecer energia adicional e estender a autonomia do veículo.

Exemplos: Volvo XC40 Recharge Plug-in Hybrid e o BMW 330e.

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Carros híbridos leves

Carros híbridos leves (MHVs) utilizam um sistema elétrico de baixa voltagem para auxiliar o motor a combustão. Este sistema não permite a condução exclusivamente elétrica.

Funcionamento: MHVs possuem um pequeno motor elétrico que auxilia o motor a combustão durante a aceleração e recupera energia durante a frenagem. Eles utilizam uma bateria de menor capacidade que é carregada pelo motor a combustão e pela frenagem regenerativa.

Exemplos: Audi A6 2.0 TFSI MEV e o Suzuki Swift Hybrid.

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Carros 100% elétricos dependem exclusivamente da eletricidade, híbridos plug-in combinam ambos os sistemas elétrico e de combustão, e híbridos leves utilizam um pequeno sistema elétrico para apoiar o motor a combustão​ 

Autonomia

Importância da autonomia na escolha do veículo

A autonomia é um dos fatores mais críticos na escolha de um veículo elétrico (VE). Para muitos consumidores, a capacidade de percorrer longas distâncias sem a necessidade de recarga frequente é essencial. 

A autonomia influencia diretamente a praticidade e conveniência do VE, especialmente para aqueles que fazem viagens diárias longas ou não têm fácil acesso a estações de recarga frequentes​.

Fatores que influenciam a autonomia

  • Estilo de condução: A forma como você dirige tem um impacto significativo na autonomia do VE. Acelerações rápidas, altas velocidades e frenagens frequentes consomem mais energia, reduzindo a autonomia. Condução suave e constante, juntamente com o uso do controle de velocidade de cruzeiro, pode ajudar a maximizar a autonomia​.
  • Condições climáticas: O clima também afeta a eficiência da bateria. Em temperaturas frias, a necessidade de aquecer o interior do veículo e a própria bateria pode reduzir a autonomia. Em climas quentes, o uso do ar-condicionado tem um efeito semelhante​.
  • Topografia e condições da estrada: Dirigir em terrenos montanhosos ou com muitas subidas e descidas requer mais energia, o que reduz a autonomia. Terrenos planos, por outro lado, resultam em uma autonomia mais próxima da declarada pelo fabricante​.
  • Uso de acessórios: A utilização de acessórios como ar-condicionado, sistemas de entretenimento e iluminação interna consome energia da bateria, diminuindo a autonomia disponível para a propulsão​.
  • Carga do veículo: O peso adicional de passageiros e carga afeta a eficiência energética do veículo. Quanto mais pesado o veículo, mais energia é necessária para movê-lo, resultando em menor autonomia​.

Comparação de autonomia

A autonomia dos veículos elétricos pode variar significativamente entre diferentes modelos e marcas. Aqui estão algumas comparações de modelos vendidos no Brasil:

  • Jac Ejs 1: Autonomia de 161 km
  • Volvo XC40: Autonomia de 268 km
  • BYD Dolphin Mini: Autonomia de 280 km
  • BYD Seal: Autonomia de 372 km

Comparar autonomias entre modelos pode ajudar os consumidores a escolher o veículo que melhor atenda às suas necessidades diárias e expectativas de desempenho.

Carregamento

Tipos de carregadores

  • Carregadores domésticos: São os mais comuns para uso residencial, conhecidos como Wall Box. Eles fornecem uma carga de 3,7 kW a 22 kW, dependendo do modelo e da instalação elétrica. Carregadores domésticos são fixados na parede e utilizam corrente alternada (CA), levando de 2 a 12 horas para uma carga completa​.
Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico
  • Carregadores públicos: Encontrados em estacionamentos, shoppings e áreas comerciais, geralmente fornecem uma potência de 7 kW. Esses carregadores são úteis para recargas durante as atividades do dia a dia e podem completar a carga em até 5 horas​.
Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico
  • Carregadores rápidos: Utilizam corrente contínua (CC) e são encontrados em rodovias e áreas de alto tráfego. Eles fornecem uma potência de 50 kW ou mais, podendo carregar um carro de 0 a 80% em cerca de 45 minutos. São ideais para viagens longas e recargas rápidas​.
Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Tempo de carregamento e custos envolvidos

O tempo de carregamento varia de acordo com o tipo de carregador e a capacidade da bateria do veículo:

  • Carregadores domésticos (Wall Box): 2 a 12 horas para uma carga completa.
  • Carregadores públicos: Até 5 horas.
  • Carregadores rápidos: Cerca de 45 minutos para 80% da carga​.

Os custos de instalação de um Wall Box residencial podem variar, dependendo da complexidade da instalação elétrica e do modelo do carregador. 

Além disso, o custo da eletricidade consumida para carregar o veículo depende da tarifa local, mas geralmente é mais econômico do que o combustível fóssil​.

Cuidados ao carregar em casa

Carregar um veículo elétrico em casa exige algumas precauções:

  • Verificações elétricas: É essencial ter uma instalação elétrica adequada e segura. Um eletricista qualificado deve verificar a capacidade do circuito elétrico da casa e instalar um disjuntor apropriado.
  • Unidade de carregamento dedicada: Instalar uma estação de carregamento dedicada (Wall Box) garante maior segurança e eficiência, evitando sobrecargas na rede elétrica doméstica​ (ABB Marketplace)​​ (NeoCharge)​.
  • Manutenção regular: Manter a instalação elétrica e o carregador em bom estado para evitar problemas e garantir a eficiência do carregamento.

Impacto do carregamento rápido na vida útil da bateria

O carregamento rápido pode afetar a vida útil da bateria do veículo elétrico. A exposição frequente a altas taxas de carregamento pode causar maior desgaste das células da bateria, reduzindo sua capacidade ao longo do tempo. 

Portanto, é aconselhável usar carregadores rápidos esporadicamente e preferir carregadores domésticos ou públicos para o uso diário​.

Para minimizar o impacto, muitos veículos elétricos possuem sistemas de gestão de bateria que controlam a temperatura e a carga, garantindo uma vida útil mais longa. Ainda assim, é importante equilibrar o uso de diferentes tipos de carregadores para manter a bateria em boas condições​.

Manutenção

Diferenças na manutenção de carros elétricos versus carros a combustão

A manutenção dos carros elétricos é geralmente mais simples, econômica e menos frequente do que a dos carros a combustão. Isso se deve à menor quantidade de peças móveis dos motores elétricos. 

Enquanto um motor a combustão possui cerca de 350 componentes, um motor elétrico tem aproximadamente 50. Isso resulta em menos itens que podem se desgastar ou necessitar de reparos frequentes​​.

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Os carros a combustão exigem manutenção regular de itens como óleo do motor, filtros de óleo, filtros de ar e combustível, velas de ignição e correias de distribuição. 

Em contraste, os carros elétricos não têm esses componentes, necessitando principalmente de manutenção em sistemas de bateria, sistemas de refrigeração e travagem regenerativa​.

Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico

Itens de Manutenção específicos dos carros elétricos

As baterias são componentes cruciais dos carros elétricos e exigem cuidados específicos para garantir seu desempenho e longevidade. Recomenda-se evitar carregamentos rápidos frequentes, não deixar a carga cair abaixo de 20% ou subir acima de 80%, e evitar temperaturas extremas para prolongar a vida útil da bateria​. 

Verificar regularmente os cabos e conexões do sistema de carregamento é essencial para garantir que não há desgaste ou danos que possam comprometer a segurança ou eficiência do carregamento. 

Manter o sistema de refrigeração em bom estado é vital para evitar o superaquecimento da bateria e outros componentes eletrônicos, sendo importante verificar o nível do líquido de refrigeração periodicamente​​. 

Os travões de carros elétricos sofrem menos desgaste devido ao sistema regenerativo, que utiliza a energia das frenagens para recarregar a bateria. Isso resulta em uma vida útil mais longa para as pastilhas de freio​.

Importância das revisões periódicas para manter a garantia do veículo

Revisões periódicas são cruciais para manter a garantia do veículo. Muitos fabricantes exigem que os proprietários sigam um cronograma de manutenção específico para manter a cobertura da garantia, que pode incluir inspeções regulares da bateria, sistemas de refrigeração, e outros componentes eletrônicos. 

Não cumprir esses requisitos pode resultar na anulação da garantia, deixando o proprietário responsável por custos significativos de reparos​. Manter um cronograma de manutenção regular não apenas assegura que o veículo funcione de maneira eficiente, mas também pode prevenir problemas maiores e mais caros no futuro. 

Além disso, um histórico de manutenção bem documentado pode aumentar o valor de revenda do veículo, proporcionando um retorno financeiro mais vantajoso quando for a hora de trocar de carro.

Garantia e vida útil da bateria

Garantias oferecidas pelos fabricantes:

  • As garantias para baterias de carros elétricos geralmente variam entre 8 a 10 anos ou um certo número de quilômetros, o que ocorrer primeiro. É importante verificar os detalhes específicos da garantia, pois algumas condições podem aplicar restrições ou exclusões​.

Pegadinhas das montadoras:

  1. Condições diferenciadas de garantia:
  • Algumas montadoras oferecem garantias reduzidas para motoristas de aplicativos. Por exemplo, a garantia padrão pode ser significativamente menor para quem usa o carro para fins comerciais, como o caso do BYD Dolphin Mini​.
  1. Carregamento e degradação da bateria:
  • O uso frequente de carregadores rápidos (DC) pode acelerar a degradação da bateria devido ao calor gerado durante o processo de carga rápida. Montadoras recomendam limitar o uso de carregamento rápido para preservar a vida útil da bateria​.
  1.  Limite de carga:
  • Manter a bateria carregada a 100% constantemente pode acelerar sua degradação. Muitos fabricantes recomendam carregar até cerca de 80-90% da capacidade para prolongar a vida útil da bateria​.

Vida útil típica das baterias:

  • As baterias de íons de lítio, comuns em carros elétricos, têm uma vida útil média de 8 a 10 anos. A degradação da bateria é inevitável ao longo do tempo, mas pode ser minimizada com práticas de carregamento adequadas e evitando temperaturas extremas​.

Maximizar a vida útil da bateria:

  • Carregamento regular: Evitar ciclos completos de carga e descarga.
  • Temperatura: Proteger a bateria de temperaturas extremas, tanto altas quanto baixas.
  • Carregamento adequado: Utilizar carregadores homologados e evitar o uso excessivo de carregamento rápido​.

Custo total de propriedade

Comparação de custos entre carros elétricos e a combustão

Compra: Os carros elétricos geralmente têm um custo inicial mais elevado em comparação aos carros a combustão. Isso se deve principalmente ao custo das baterias, que representam uma parte significativa do preço de um veículo elétrico. No entanto, os preços das baterias estão diminuindo rapidamente, e espera-se que a paridade de custos entre veículos elétricos e a combustão seja atingida em breve​.

Manutenção: A manutenção de carros elétricos tende a ser mais barata e menos frequente do que a de carros a combustão. Isso ocorre porque os veículos elétricos têm menos peças móveis e não requerem trocas de óleo, filtros de combustível ou velas de ignição. Por exemplo, a revisão semestral de um carro elétrico pode custar cerca de R$ 250, enquanto a de um carro a combustão pode custar até R$ 800​​.

Benefícios fiscais e incentivos governamentais

Governos ao redor do mundo, incluindo o Brasil, estão oferecendo diversos incentivos fiscais para promover a adoção de veículos elétricos. Entre esses incentivos estão a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em alguns estados e a redução de impostos de importação. Esses benefícios tornam o custo total de propriedade de um carro elétrico ainda mais atrativo a longo prazo​.

Economia de combustível e redução de custos operacionais a longo prazo

Os carros elétricos oferecem uma economia significativa de combustível e redução de custos operacionais ao longo do tempo. Além de serem mais eficientes no consumo de energia, os veículos elétricos têm menos componentes que podem se desgastar e necessitar de reparo, resultando em custos de manutenção mais baixos. Com a eletricidade sendo mais barata que o combustível fóssil, a economia acumulada ao longo da vida útil do veículo pode ser substancial​​.

Considerações de Compra

Importância de um Test Drive

Realizar um test drive é essencial antes de comprar um carro elétrico. Este processo permite avaliar o desempenho do veículo, a suavidade da condução, a resposta do acelerador e o conforto geral. 

Além disso, um test drive ajuda a testar a interface do usuário, o sistema de entretenimento e outras funcionalidades do veículo. Identificar preocupações ou preferências pessoais durante o test drive pode influenciar significativamente a decisão de compra​.

Pesquisa Extensiva sobre Marcas e Modelos

Pesquisar marcas e modelos de carros elétricos é crucial. Considere fatores como autonomia, tempo de carregamento, confiabilidade da marca e disponibilidade de serviços pós-venda. 

Leia avaliações de usuários e testes de desempenho para obter uma visão abrangente de cada modelo. Sites especializados, fóruns de discussão e relatórios de testes de veículos podem fornecer informações valiosas e ajudar a fazer uma escolha informada​.

Verificação de Compatibilidade de Plugues e Pontos de Recarga

Verificar a compatibilidade dos plugues e a disponibilidade de pontos de recarga é fundamental. Existem diferentes tipos de conectores de carregamento, como Tipo 1, Tipo 2, CHAdeMO e CCS. 

Certifique-se de que o veículo escolhido seja compatível com as estações de recarga disponíveis em sua área e nos locais onde você planeja viajar. Além disso, considere a instalação de uma estação de carregamento doméstica (Wall Box) e verifique se o seu sistema elétrico residencial pode suportar a demanda​​.

Negociação de Condições de Venda

Negociar as condições de venda pode resultar em benefícios adicionais, como a inclusão de carregadores domésticos e suporte pós-venda. Ao negociar, pergunte sobre a inclusão de carregadores, já que muitos concessionários oferecem a instalação de carregadores domésticos como parte do pacote de compra, o que pode economizar custos adicionais de instalação.

Verifique também os termos de garantia, planos de manutenção e assistência rodoviária, pois um bom suporte pós-venda pode fazer uma grande diferença na experiência de propriedade do veículo. 

Aproveite os incentivos governamentais e quaisquer descontos ou promoções oferecidos pelos concessionários para reduzir significativamente o custo total de propriedade do veículo elétrico​​.

Gostou do artigo Guia Completo para Comprar o Primeiro Carro Elétrico Compartilhe…
Continue lendo outros artigos relacionados: